INCÊNDIO

fogo
Te sinto
finita e lúcida
transparente, nua
te inspiro

te olho
eterna e louca
tua vaidade pouca
te enforco

te tenho
permanente assim
viva em mim
te entendo.

Desisto
te mantenho fogo
meu desejo fosco
insisto

me entrego
vivendo em calor
às custas de um amor
incerto

Um comentário sobre “INCÊNDIO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *